terça-feira, 23 de agosto de 2011

A Fé da Mulher Cananéia



“O pouco pode ser muito, pois os cachorrinhos também comem”
Mensagem do dia 21/08/2011 (Domingo/Noite)  
Igreja Batista Aeroporto de Campo Mourão

MATEUS 15.21-28: 21 Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom. 22 E eis que uma mulher cananéia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. 23 Ele, porém, não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. 24 Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 25 Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! 26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. 28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã”.

Introdução
Esta passagem me deixou muito intrigado e confesso que logo na primeira leitura do texto, eu não entendi muito bem. Por isso, pedi a Deus que o Espírito Santo me iluminasse para entender TUA Palavra. Então levantei algumas questões e o desafio foi ir atrás das respostas.

·         A mulher não era judia: porque Jesus estaria dando mais importância aos judeus?
·         Jesus teria sido grosso e insensível ao falar com a mulher daquela maneira?
·         O que Jesus queria extrair da mulher?
·         E o que podemos aprender com esta mulher?


      I.       COMO JESUS FOI VISTO, v.25 e 22.
1.      Como SENHOR, v.22: E eis que uma mulher cananéia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada”.

2.      Como DEUS, v.25: “Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me!”

Sua filha estava com um grave problema – “estava horrivelmente endemoninhada” (v.22). Somente alguém capaz de reconhecer Jesus como SENHOR iria clamar por compaixão e ainda insistindo iria adorá-lo como Deus. Jesus Cristo é o DEUS e o SENHOR de nossas vidas. Uma dificuldade grande é que muitas pessoas o querem apenas como DEUS, como alguém que tem a obrigação de atender os seus pedidos, mas não querem ter Ele como Senhor, porque a obediência é difícil.

  • Jesus é DEUS e SENHOR de sua vida? Então você deve a ELE Adoração e Obediência.


    II.       COMO ELA SE VIU, v.26-27.
26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos”.

Que desaforo! Primeiro Jesus não responde nada v. 23, agora Ele responde dessa maneira: “Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”.

Vamos entender essa questão: Porque primeiros aos judeus. Jesus estava treinando seus discípulos quando deu a orientação – (Mt 10.5-6) 5 ... Não ireis aos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos;  6 mas, ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel”. Jesus não proibiu os discípulos de pregarem aos gentios e samaritanos, mas eles deveriam levar a mensagem primeiramente ao povo da aliança, nas regiões próximas e indo pelo caminho aproveitar a oportunidade pregando: “... que está próximo o reino dos céus”.

A mensagem era para todos por isso afirmou (v. 32-33): “... todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; 33 mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus”. Imaginem se todos os judeus cressem na mensagem e cumprissem o seu papel como pode de Deus para anunciar salvação ao mundo? Talvez o evangelho tivesse crescido mais rapidamente.

“Cachorrinhos x Ovelhas”. As ovelhas da casa de Israel (v. 24) deveriam ser alimentadas primeiro. Cristo usa aqui uma palavra que fala do animal de estimação de uma família. As ovelhas são os filhos. Como pais, não tratamos dos cachorrinhos primeiro, tratamos dos filhos.  Suas palavras a essa mulher não devem ser entendidas como duras ou insensíveis. Na verdade, no v. 27, Jesus estava extraindo da mulher de maneira sábia sua maior expressão de sua fé: “v.27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos”.

Ela se viu como um cachorrinho. “O pouco pode ser muito, pois os cachorrinhos também comem”. Foi humilde suficiente para se colocar como “ninguém” diante de Jesus. O menor é o Maior. Mas muitas vezes nos achamos maiores do que somos.

  • Sejamos sinceros, assim como aquela mulher, reconheça quem você é. O pouco pode ser muito, pois os cachorrinhos também comem.


 III.       COMO JESUS A VIU, v.28.
28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã”.

Uma mulher de grande fé. A atitude dela fez com que Jesus reconhecesse sua fé a ponto de se anular crendo no poder de Jesus como Senhor e Deus. “Porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado”.

As atitudes contam muito, Jesus viu alguns escribas e fariseus como hipócritas e os chamou de raça de víboras. Assim como também viu o coração daquela mulher que foi pega em adultério e também os corações de todos que queriam apedrejá-la. Viu um coração disposto a se arrepender na vida de Zaqueu. Viu nos olhos de Judas que seria o traidor. Assim como num momento olhou para Pedro com tristeza cumprindo o que havia dito a teu respeito, que o negaria por três vezes, mas como conhecia seu coração foi até ele posteriormente e lhe disse: Pedro tu me amas? Apascenta minhas ovelhas.

  • E assim Jesus olha para a minha vida e para a de vocês, qual será que nós estamos sendo vistos por Jesus?
                                                                                                                                                              
  1. COMO JESUS FOI VISTO.  Jesus foi visto como SENHOR e DEUS
  1. COMO ELA SE VIU. Ela se viu como um cachorrinho
  1. COMO JESUS A VIU. Jesus a viu como uma mulher de grande fé

No amor de Cristo,

Pr. Paulo Berberth

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, deixe seu comentário!
No Amor de Cristo,
Pr Paulo Berberth